domingo, 18 de julho de 2010

Silêncio (de novo)




"O silêncio do cão e aquele famoso silêncio do universo a que em outra ocasião se fez teológica referência, parecendo de comparação impossível de tão desproporcionadas serem as dimensões materiais e objectivas de um e do outro, são, afinal de contas, iguaizinhos em densidade e peso específico a duas lágrimas, a diferença só está na dor que as fez brotar, deslizar e cair. Acabou-se.[...]" 
José Saramago - A Caverna


Silêncio...Silêncio...Silêncio...Silêncio...
Apaguemos as luzes. Ausente por enquanto.

2 comentários:

  1. Coisa boa férias Roze. Merecidas!!! eeeeee!!! Aproveita o friozinho...
    BEIJOOO:)

    ResponderExcluir
  2. Aproveitarei mesmooo...Estava precisando...hehe

    ResponderExcluir